segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Após a morte de 99 presos, Temer diz que é necessário construir novos presídios

Brasil
 FALTAM 251 MIL VAGAS 
Após a morte de 99 presos nos oito primeiros dias do ano, o presidente Michel Temer afirmou nesta segunda-feira (9) que o país precisa de mais unidades prisionais. "Na segurança pública, a realidade atual nos leva à necessidade imperiosa de construir novos presídios", disse.

Segundo o Depen (Departamento Penitenciário Nacional), ligado ao Ministério da Justiça, o país possui 371 mil vagas em prisões. Ao final de 2014 - dados mais recentes do órgão -, havia 622 mil detentos.  Ou seja, faltam 251 mil vagas.

Em Esteio (RS), na região metropolitana de Porto Alegre, onde participou da entrega de 61 ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Temer também declarou que um dos cinco presídios de segurança máxima já anunciados pelo governo será construído pelo governo federal no Rio Grande do Sul.

Na semana passada, quando classificou o massacre no Amazonas como um "acidente pavoroso", Temer informou que o governo irá construir um presídio de segurança máxima em cada região do país. Os locais ainda não haviam sido divulgados. O total de vagas que seriam criadas nas novas unidades é de cerca de mil, o que reduziria em apenas 0,4% o atual deficit.

Nesta segunda-feira, Temer voltou a dizer que o sistema penitenciário não respeita a Constituição, por deixar de separar presos conforme o grau de periculosidade.
(Fonte: Uol)

Nenhum comentário: