sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Dois presos são mortos em penitenciária da região

Região
 TUPI PAULISTA 
Crime ocorreu na noite desta quinta-feira (12)
em penitenciária de Tupi Paulista
(Foto: Reprodução/TV Fronteira)
Dois presos foram mortos na Penitenciária de Tupi Paulista entre a noite desta quinta-feira (12) e a madrugada desta sexta-feira (13). De acordo com informações do delegado seccional Domingos Lazaretti Neto, um dos detentos foi degolado.

Segundo Domingos, equipes da Polícia Civil de Tupi Paulista se deslocaram até a penitenciária para apurar as circunstâncias das mortes e os autores. O delegado ainda informou ao G1 que, em princípio, as mortes não tem relação com facções criminosas, mas tudo será investigado. “Sabemos que são dois mortos. Aparentemente eles morreram por serem considerados 'caguetas' pelos outros detentos, que é quando alguém passa informações ou 'dedura' os outros. Porém, o caso é investigado para analisar se foi realmente isso que ocorreu ou se há outros motivos envolvidos”, explicou o delegado.

Por meio de nota, a Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) informou ao G1 que na noite de ontem, 12, por volta das 21h, dois reeducandos da Penitenciária de Tupi Paulista foram vítimas de homicídio, durante uma briga entre sentenciados em uma das celas. Um dos corpos foi mutilado na ação.  O Grupo de Intervenção Rápida (GIR) foi imediatamente acionado e efetuou a transferência dos presos que estavam na cela, isolando-os do restante da população prisional. A SAP informou ainda que o GIR, formado por agentes de segurança penitenciária, atua em situações de conflito auxiliando na segurança dos demais funcionários. 

A Polícia foi avisada e deu início à investigação do caso. A SAP, além de colaborar com a Polícia, instaurou apuração para propor ao Judiciário a inclusão dos autores em Regime Disciplinar Diferenciado, segundo a nota.

A SAP ainda esclareceu que a Assistência Social da unidade está tentando contato nesta manhã com os parentes dos reeducandos assassinados para informá-los e prestar toda a assistência necessária.
(Fonte: G1 Prudente)

Nenhum comentário: