quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Estelionatários dão golpe em distribuidora de óleo diesel

Região
 ADAMANTINA E VENCESLAU 
Durante as investigações, a Polícia Civil fez a
apreensão de veículos
(Foto: Cedida/Policia Civil)
A Polícia Civil esclareceu, nesta terça-feira (03), a autoria do crime de estelionato que deu prejuízo de R$ 113 mil a uma firma de revenda de óleo diesel e lubrificantes de Araçatuba (SP) que forneceu os produtos a duas supostas empresas de Adamantina e Presidente Venceslau.

Ainda segundo a polícia, parte da entrega dos óleos foi feita em Dracena no mês de dezembro de 2016. "A distribuidora só percebeu que havia caído num golpe quando não houve o pagamento do primeiro boleto referente às vendas, que, ao contatar os supostos compradores para questionar o atraso da quitação do boleto, estes passaram dar diferentes justificativas sobre o não pagamento, até que não mais retornavam as ligações efetuadas", explicou a corporação.

Diante dos fatos, um representante da distribuidora procurou a Polícia Civil, em Dracena, para registrar a ocorrência de estelionato. Então, os policiais iniciaram a coleta de dados e investigações de campo, que levaram à descoberta de seus nomes, sendo quatro homens e duas mulheres.

A corporação fez a apreensão de um caminhão-tanque e um reboque-tanque, que também foram reconhecidos pelos motoristas da distribuidora onde haviam efetuado a entrega de parte do óleo diesel. Foi acionada a equipe do Instituto de Criminalística (IC) para aferição do produto apreendido no caminhão e no reboque-tanque.

Conforme a Polícia Civil, os suspeitos identificados, assim que localizados, serão notificados para comparecer na delegacia, vez que não estão presentes os requisitos do estado flagrancial. O prosseguimento da investigação criminal será por intermédio da instauração do inquérito policial e, uma vez comprovada a conduta criminosa, os autores, caso condenados, estarão sujeitos a pena de reclusão de um a cinco anos, por infringência ao artigo 171, crime de estelionato.

Nenhum comentário: