segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

ONU diz que veto de Trump a imigrantes é "ilegal" e "mesquinho"

Mundo
 POLÍTICA 
Além disso, fecha as portas do país para os refugiados sírios por tempo indefinido e suspende durante 90 dias a obtenção de vistos em sete países de maioria muçulmana com o histórico de terrorismo.
No sábado, a Agência da ONU para Refugiados (Acnur) e a Organização Mundial da Migração (OIM) pediram que os EUA mantenham sua "longa tradição" de proteger os que fogem de conflitos, mas evitaram criticar abertamente as medidas tomadas por Trump.

"Esperamos que os EUA sigam com sua clara liderança e longa tradição de proteger aqueles que estão fugindo de conflito e perseguição", afirmaram os dois órgãos em comunicado conjunto. De acordo com fontes da ONU, desde outubro do ano passado, as autoridades dos EUA admitiram 25.600 refugiados. De outubro de 2015 a setembro de 2016, 85 mil refugiados chegaram ao país.
Nos últimos anos, os EUA foi um dos países que mais aceitou refugiados, ao lado de Canadá, Austrália e os países nórdicos.

Os EUA também são os maiores contribuintes da Acnur, tendo repassado US$ 1,5 bilhão ao órgão no ano passado, muito acima da União Europeia (US$ 341 milhões), Alemanha (US$ 284 milhões) e Japão (US$ 164 milhões).

Nenhum comentário: