segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Acidentes fatais reduzem 16% em rodovias da região

Região
 DIMINUIÇÃO DE ACIDENTES 
Meta mundial é reduzir 50% do índice de
mortalidade
(Foto: Reprodução)
Se dirigir por si e pelo outro é fundamental para uma viagem segura, a qualidade da pista também não pode deixar a desejar. O trabalho da CART - Concessionária Auto Raposo Tavares em melhorias na sinalização, infraestrutura e serviços prestados aos usuários já tem resultados práticos neste sentido. Em 2016, o índice de acidentes fatais registrado em suas rodovias teve redução na comparação com 2015, um número inferior à expectativa projetada para 2020.

Em março de 2010, a ONU anunciou a Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito, cuja meta mundial é reduzir em até 50% o índice de mortalidade nas ruas e estradas de 178 países, em 10 anos. No ano seguinte, em 2011, o “Pacto Nacional pela Redução de Acidentes - Um Pacto pela Vida” foi lançado como a resposta brasileira à proclamação da ONU em reduzir mortos em acidentes de trânsito. A CART aderiu às iniciativas e, desde então, não tem medido esforços na conscientização para um trânsito mais seguro.

Ao longo do ano passado foram contabilizadas 836 ocorrências de acidentes. O número é menor do que o registrado em 2015, quando foram somados 998 acidentes, isso representa uma redução de 16%. Em 2016, a Concessionária atingiu outro resultado importante , conseguindo uma redução de 44% nas mortes quando comparado ao primeiro ano de concessão.

O recorde de dias consecutivos sem acidentes fatais nas rodovias no Corredor foi quebrado duas vezes em 2016. Foram 79 dias sem acidentes fatais no primeiro semestre e 98 dias nos últimos seis meses do ano. O último recorde foi em 2009, quando o Corredor Raposo Tavares ficou 77 dias sem registrar nenhuma ocorrência fatal.

Mesmo atingindo redução esperada para 2020 a CART continua realizando melhorias e ações de prevenção de acidente constante, o que refletiu em uma queda significativa nos acidentes no início deste ano. Em janeiro o número de ocorrências caiu de 85 (2016) para 63 (2017). O número representa uma redução de 26%  quando comparada ao mesmo período do ano anterior.
  
Prevenção de acidentes
Em parceria com a Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo), Polícia Militar Rodoviária e Prefeituras, desde que passou a administrar o trecho, em 2009, a CART trabalha em ações de orientação e educação sobre segurança viária para comunidades e usuários do trecho com projetos e ações de cuidados com a saúde, como o “Saúde e Cidadania” e o “Acorda Motorista”. Há ainda atividades direcionadas para crianças e adultos como o projeto “Trânsito Legal”, com a promoção de palestras em empresas e escolas nas cidades ao longo do trecho.


Além disso, a Concessionária faz ações de conscientização entre seus colaboradores e usuários das rodovias, eventos de saúde em bases do SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário) para motoristas e caminhoneiros, ações coercitivas dando apoio à Polícia Militar Rodoviária, assim como promove a divulgação de mensagem aos motoristas nos PMV’s (Painéis de Mensagens Variáveis). Com esta e outras ações, a CART busca cumprir o PRA - Programa de Redução de Acidentes, uma determinação da Artesp prevista no Contrato de Concessão.
(A.I CART)

Nenhum comentário: