terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Depois de 3h de negociações, atirador se entrega à polícia em Regente Feijó

Região
 UMA PESSOA MORREU 
Atirador (de amarelo) se entregou à polícia
(Foto: Reprodução/G1)
Depois de três horas de negociações, o atirador que baleou uma mulher nesta terça-feira (14) em uma residência no Jardim Sumaré, em Regente Feijó, se entregou à polícia, por volta das 13h20. Ele foi imediatamente levado para a Delegacia da Polícia Civil. 

A vítima, que estava em sua residência, não resistiu e morreu no local. A morte foi constatada por um médico, após a rendição do atirador.

Durante o período em que permaneceu na residência da mulher, o atirador não permitiu a entrada de policiais e socorristas para o atendimento à vítima, que era cunhada dele. O homem ameaçava se suicidar. Segundo o médico que constatou o óbito, a mulher foi atingida por dois tiros.

O homem armado invadiu a residência da cunhada, durante a manhã, na tentativa de uma reconciliação com a esposa, com quem teve uma discussão. No local, também estavam uma criança e um adolescente, que conseguiram sair sem ferimentos. A esposa do atirador também saiu ilesa do local, depois de buscar ajuda da polícia. O atendimento do caso mobilizou efetivos das polícias Civil, Militar e Rodoviária, além do Corpo de Bombeiros.

O delegado da Polícia Civil, Claudinei Alves, contou que o homem, de 72 anos, veio de Bataguassu (MS), para onde pretendia levar de volta a sua esposa, que estava morando em Regente Feijó. Caso não conseguisse, ele planejava assassinar a esposa e depois se suicidar. No entanto, ao efetuar os disparos, a cunhada entrou na frente e foi atingida por dois tiros no peito. Um outro tiro ainda atingiu a parede do lado da casa onde estava a mulher do atirador. A esposa saiu correndo do local, em busca de ajuda da polícia, depois dos disparos.

Com o homem, foram apreendidos um revólver de calibre 38 municiado e ainda 25 cartuchos íntegros que ele mantinha no bolso.
(Fonte: G1 Prudente)

Nenhum comentário: