sexta-feira, 7 de julho de 2017

Advogada e repórter Luana Don chega em penitenciária da região

Região
 TUPI PAULISTA 
Luana Don passou pela Delegacia de Presidente
Prudente para realizar exames médicos
(Foto: Reprodução/G1 Prudente)
Já está na Penitenciária Feminina de Tupi Paulista (SP), no interior do estado, a jornalista, advogada e modelo Luana de Almeida Domingos, de 32 anos. Ela estava presa desde terça-feira (4) na cadeia de uma delegacia de São Paulo, de onde saiu por volta das 12h30 desta quinta-feira (6) com destino à Delegacia Seccional de Presidente Prudente, onde passou por exame médico para dar entrada ao sistema prisional.

Luana chegou por volta das 17h20 em Presidente Prudente (SP), escoltada por policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil de Presidente Venceslau. Ao ser retirada algemada da viatura (veja vídeo abaixo), a presa escondeu o rosto e emitia um som parecido com choro, enquanto era conduzida para uma sala da Delegacia Seccional, onde realizou o exame de corpo de delito.

A presa, que é chamada de "musa do crime" por policiais, foi entregue pelos agentes na Penitenciária Feminina de Tupi Paulista (SP) por volta das 19h40 desta quinta-feira (6).

A mulher, que usava o nome Luana Don quando foi repórter de TV, é acusada de advogar para a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). A transferência da presa, que está sendo chamada de ‘musa do crime’ por policiais, foi divulgada nesta quarta-feira (5) no site do Tribunal de Justiça (TJ) do estado.

A reportagem não conseguiu localizar nesta quinta-feira (6) os advogados da presa para comentar o assunto. Apesar disso, o G1 São Paulo apurou que sua defesa alegará que sua cliente é inocente porque não sabia que advogava para o PCC.
(G1 Prudente)

Nenhum comentário: