sexta-feira, 7 de julho de 2017

Agente penitenciário é agredido por presos durante trancamento de celas

Região
 OSVALDO CRUZ 
Um agente de segurança penitenciária foi agredido quando efetuava o trancamento das celas em dos pavilhões da Penitenciária de Osvaldo Cruz, após o banho de sol, nesta quarta-feira (5). A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que já tomou as devidas providências quanto ao ocorrido nas dependências da unidade.

Conforme a SAP, o agente, com o auxílio de seus colegas, conseguiu se desvencilhar dos presos agressores. Em seguida, o Grupo de Intervenção Rápida (GIR) realizou o trancamento das celas no raio onde aconteceu o incidente.

O agente agredido foi atendido pela equipe médica da unidade prisional e foi encaminhado, em seguida, para a Santa Casa, onde foi liberado. “O funcionário está bem de saúde, teve apenas algumas escoriações e está sendo acompanhado pela Comissão Interna de Prevenção a Acidentes da unidade, com o devido apoio psicológico imediatamente após a ocorrência”, segundo declarou a SAP.

Na manhã desta quinta-feira (6), foi feita revista com apoio do GIR e os presos que teriam agredido o funcionário, além de outros que incitaram os colegas de cela a fazê-lo, foram transferidos para a Penitenciária 1 "Zwinglio Ferreira", a P1, de Presidente Venceslau. “A SAP também solicitará ao Poder Judiciário a internação desses presos no Regime Disciplinar Diferenciado”, afirmou.Não houve a apreensão de ilícitos durante a revista, "que transcorreu sem anormalidades".

A Penitenciária de Osvaldo Cruz está em fase de automatização. O sistema foi desenvolvido 100% por técnicos da SAP e, com ele, a abertura e fechamento das portas são realizadas sem que os funcionários tenham contato direto com a população carcerária, o que evita situações como a relatada acima. “Das atuais 126 penitenciárias e CDPs, 90 já foram automatizados, além de três anexos de Detenção Provisória. Outras oito já estão em obras. O objetivo é instalar a automação de abertura e fechamento de porta de cela em todas as Penitenciárias e CDPs do estado”, finalizou.

Por telefone, o presidente do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp), Daniel Grandolfo, informou que está prestando todo o atendimento e apoio ao agente agredido. Disse ainda que já houve outras agressões no mesmo presídio e que está cobrando agilidade na automação da unidade.
(G1 Prudente)

Nenhum comentário: