segunda-feira, 17 de julho de 2017

Diretoria do SP é criticada por excesso de gringos

Brasil
 CRISE 
O uruguaio Lugano renovou com o São Paulo até o fim de 2017
O São Paulo foi o time brasileiro, ao lado do Flamengo, que mais utilizou jogadores estrangeiros na temporada 2017, sete até o momento. O inchaço de “gringos” no elenco colocou de lado de vez o zagueiro Diego Lugano, que em junho renovou o vínculo até o fim do ano depois de uma novela que durou alguns meses. Como pelo regulamento da CBF um time só pode colocar na súmula cinco estrangeiros por partida, o uruguaio ficou fora dos relacionados do jogo deste domingo, contra a Chapecoense, e da partida de quinta-feira passada frente o Atlético-GO, no Morumbi.

Já há pressão na diretoria a respeito dessa situação e do planejamento feito, já que no mesmo momento que Lugano renovou, outros dois estrangeiros foram contratados, o zagueiro equatoriano Arboleda e o meia argentino Jonathan Gómez.

Com eles, o time chegou a seis estrangeiros no elenco, todos disputando vagas em suas posições. Há questionamento se não houve precipitação na renovação de Lugano, que provavelmente terá poucas chances até dezembro – os defensores da prorrogação dizem que ele será importante no vestiário, auxiliando no momento difícil que o time passa no Brasileiro.

Além de Lugano, Arboleda e Gómez, já vestiram a camisa do time no ano o meia peruano Cueva, o atacante argentino Lucas Pratto, o zagueiro argentino Buffarini e o atacante argentino Chávez – destes, somente o último já deixou o time, de volta ao Boca Juniors.

Até o fim da janela de transferências para os principais mercados da Europa, no fim de agosto, Cueva poderá ser negociado, o que abriria novamente espaço a Lugano ser ao menos relacionado para as partidas. O peruano chegou a ficar fora do time entre a saída de Rogério Ceni e a chegada de Dorival Júnior, mas o novo treinador parece contar com o meia.

Entre os concorrentes da Série A do Brasileiro, que são as que mais usam estrangeiros em seus elencos, até por terem mais dinheiro para contratar, São Paulo e Flamengo já utilizaram sete no ano, e o Grêmio seis. A média, porém, é de 3,5 “gringos” em campo por essas equipes na temporada, menos, portanto, do que o limite imposto pela CBF – vale ressaltar que os times podem ter registrados quantos estrangeiros quiserem, só há o limite por partida.
(Uol)

Nenhum comentário: