segunda-feira, 17 de julho de 2017

Prazo para sacar saldo das contas inativas do FGTS termina em duas semanas

Brasil
 ATÉ 31 DE JULHO 
Trabalhadores com contas inativas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que pediram demissão ou tiveram o contrato de trabalho finalizado por justa causa até dezembro de 2015 podem sacar o saldo das contas até 31 de julho.

Para retirar o benefício é preciso se dirigir a uma agência da Caixa Econômica Federal. O pagamento é realizado conforme o mês de nascimento do trabalhador. Na fase atual, os saques estão liberados para os nascidos em dezembro, mas quem foi beneficiado em uma das etapas anteriores e ainda não sacou o dinheiro também poderá realizar o saque até o fim do mês.

Até 28 de junho, 18,2% entre os nascidos de janeiro a novembro ainda não tinham realizado o saque. Para conferir quem tem direito ao saque basta acessar o site: www.contasinativas.caixa.gov.br

Segundo balanço divulgado  na última sexta-feira (14), um total de R$ 41,8 bilhões foi pago a 24,8 milhões de trabalhadores. Esse total foi liberado até a última quarta-feira (12) e equivale a 96% do valor disponível para saque (R$43,6 bilhões).

O número de trabalhadores que sacaram os recursos das contas do fundo representa 82% das 30,2 milhões de pessoas beneficiadas pela medida. Os valores sacados das contas inativas do FGTS superaram a previsão inicial do banco de R$ 35 bilhões.

Atendimento
Para facilitar o atendimento, os trabalhadores devem ter em mãos o documento de identificação e a carteira de trabalho, ou outro documento que comprove a rescisão de seu contrato. Para valores acima de R$ 10 mil, é obrigatória a apresentação dos documentos.

Os trabalhadores com saldo até R$ 1,5 mil podem sacar no autoatendimento, somente com a senha do cartão cidadão. Para valores até R$ 3 mil, o saque pode ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha no autoatendimento, nas lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3 mil, caso não tenha optado por receber o crédito automático em conta do banco, o saque deve ser feito na boca do caixa nas agências.
(Portal Brasil)

Nenhum comentário: